Simulador de direção reduz reprovações em provas práticas da CNH

Compartilhe!

Tecnologia proporciona a formação de condutores conscientes.

O simulador veicular, obrigatório desde 2016 para os condutores que desejam adquirir a categoria B, trata-se de uma importante tecnologia capaz de reproduzir situações similares as da realidade a fim de capacitar e treinar pessoas para situações adversas enfrentadas no trânsito. Composto por hardware, software, conteúdo editorial, sistemas pedagógicos e sistemas de gestão, faz parte do processo para tirar a tão sonhada CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Pesquisas realizadas pela Universidade Federal de Santa Catarina, comprovam a eficácia do simulador para a redução de acidentes, como também garantem que eles melhorem o processo de formação de novos motoristas. Isso porque o equipamento treina o autocontrole e a segurança dos condutores em situações que simulam a realidade das ruas e estradas. Além disso, um estudo, preliminar, realizado pelo Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Estado do Rio Grande do Sul, constatou um melhor desempenho dos alunos que foram submetidos a aulas nos simuladores, sendo necessária apenas uma prova prática para concluir o processo e obter a aprovação.

Segundo Renata Herani, Presidente do Conselho Deliberativo da ANFASP (Associação Nacional de Fabricantes de Simuladores Profissionais), o aprendizado adquirido por meio da condução simulada é a melhor alternativa para formar condutores conscientes. “Treinando em situações controladas, é possível garantir melhor aproveitamento, resultando na redução das reprovações nas provas práticas”, destacou.

Aos que nunca dirigiram e não são familiarizados com um veículo, o simulador é primordial. Por possuir as peças necessárias para o manuseio de um carro, permite que o aluno conheça os principais comandos, assim como a vivência de situações do dia a dia como chuva forte e neblina, por exemplo. Também são simuladas circunstâncias adversas e de risco, às quais os futuros motoristas não poderiam ser submetidos com segurança nas aulas práticas em vias públicas, como aquaplanagem e ultrapassagens.

Sobre a ANFASP

A ANFASP reúne companhias que têm a simulação da realidade como objetivo principal de sua atuação, seja para formação, capacitação ou treinamento. O principal foco é contribuir com o desenvolvimento do segmento no Brasil; propagando seus benefícios, fortalecendo o conceito de simulação, que gera economia e eficiência na aprendizagem; gerando benefícios econômicos e pedagógicos e garantindo os direitos aos profissionais, clientes e beneficiados pelas empresas fabricantes de simuladores.

Hoje, a ANFASP concentra os seis maiores fabricantes de simuladores profissionais do Brasil com atuação comercial que, juntos, já investiram em desenvolvimento e implantação mais de R$ 400 milhões, possuem mais de 6.500 simuladores instalados em todo o Brasil, já são cerca de 6 milhões de alunos formados com a utilização do simulador e mais de 25 milhões de aulas aplicadas. Também foram gerados, diretamente, 450 empregos e cerca de 500 de maneira indireta. Os fabricantes de simuladores profissionais no Brasil geram folhas de pagamento mensais na casa de R$ 2 milhões e, indiretamente, possuem fornecedores de pequeno e médio porte.

Por Thais R Croitor

Sustentar Comunicação Estratégica

 

Deixe uma resposta