Mostra de Cinema, influências do catimbó e poesia invadem a Casa Viva Piracaia

Compartilhe!

Amazônia Eterna, documentário sobre a importância da floresta; Rodrigo Ciampi com suas influências vindas da infância, entre cirandas e catimbós; e Peri Pane e arrudA num show musical muito poético!
Quinta, 02/05, às20h, a Mostra de Cinema da Casa Viva Piracaia apresenta “Amazônia Eterna”, de Belisario Franca. Uma floresta que gera esperança, oportunidades e futuro. A maior floresta tropical do planeta já abriga diversas iniciativas a que aliam sucesso à ecologia e economia. A Amazônia não é só a grande causa da humanidade, é também a protagonista das mudanças que irão ditar nosso futuro. Curadoria de Leonil Jr. e apoio Vídeo Camp. Entrada franca.

Sexta, 03/05, às 21h30, o cantor e compositor paulistano Rodrigo Ciampi traz referências do Catimbó de Jurema, tradição que remonta aos povos indígenas e comunidades tradicionais do nordeste brasileiro, presente no cotidiano do artista desde a infância. Em 2018, o artista lançou seu primeiro álbum intitulado “Girada” pela gravadora YBMusic. “Girada” revela um olhar sensível relacionado à corporeidade, identidade e sexualidade. Couvert artístico $25

Sábado, 04/05, às 21h30, “Canções Velhas para Embrulhar Peixes – Volume 3”. O compositor Peri Pane e o poeta arrudA apresentam o álbum “Canções Velhas Para Embrulhar Peixes – Volume 3”. Nessa apresentação de música e poesia, Peri Pane (voz, violão e violoncelo) estará acompanhado de Marcelo Dworecki (violão de aço, cavaquinho e vocais) e Ivan Gomes (baixo acústico), que assinaram a produção musical do disco. O show também vai contar com a participação especial da flautista e cantora Marina Beraldo Bastos (do grupo Bolerinho), Helena Badari (cantora e compositora) e Luiz Waack (músico e produtor). Couvert artístico $25

Deixe uma resposta