Cartilha orienta como proceder em casos de pessoas desaparecidas

Compartilhe!

A publicação traz muitos detalhes e dicas que poderão resultar em mais segurança a crianças e adolescentes.

A Comissão Paulista das Crianças Desaparecidas, vinculada ao governo do Estado de São Paulo, está disponibilizando uma cartilha para os internautas a fim de orientar sobre o procedimento adequado para ser adotado em caso de pessoa desaparecida. A publicação “Alguém Desaparece ou é Encontrado sem Identificação” recebeu apoio do deputado Edmir Chedid (DEM).
De acordo com o parlamentar, a cartilha orienta as pessoas que se deparam com esse tipo de situação principalmente sobre a maneira adequada a ser adotada, como a comunicação imediata para as autoridades policiais. “Antes de fazer qualquer comunicado, você deve ter procurado a pessoa no trabalho (se for o caso), casa de amigos, hospitais e Instituto Médico Legal (IML)”, completou.
Em relação às crianças e aos adolescentes, Edmir Chedid disse que o importante é orientar para prevenir. “Não se deve aceitar presente ou mesmo carona de estranhos ou pessoas que elas não conheçam; rejeitar doces, dinheiro, presentes e convites de estranhos; nunca falar ou responder a quaisquer perguntas que estranhos façam; recusar ser levado por pessoas que não se conheça.”
Ainda de acordo com o parlamentar, é preciso orientar crianças e adolescentes a estarem com o endereço e telefone em mãos; com o endereço e telefone de onde encontrar os pais ou responsáveis; a informar a Polícia Militar sobre qualquer movimento suspeito de estranhos; a não manter contato via internet com qualquer pessoa estranha ou fornecer informações sobre o cotidiano.
“Apesar de simples são cuidados muito importantes. A publicação traz muitos detalhes e dicas que poderão resultar em mais segurança a crianças e adolescentes, bem como à comunidade de forma geral. O download é gratuito e a leitura de fácil compreensão. Um excelente trabalho da Comissão Paulista das Crianças Desaparecidas, que deve ser compartilhado”, concluiu Edmir Chedid.

Deixe uma resposta