Atibaia reduz em 43% o número de roubos

Compartilhe!

Município apresentou queda também no total de tentativas de homicídio, estupro, roubo de veículo, furto e furto de veículos.

O Atibaiense – Da redação

Atibaia apresentou queda nos índices criminais em janeiro, com relação ao mesmo mês em 2019. Também cresceu o número de ocorrências de tráfico de entorpecentes e apreensão de armas. Dados estatísticos foram divulgados esta semana pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.
No primeiro mês de 2020, Atibaia apresentou queda de 66,6% no total de tentativas de homicídio. Foi registrado um caso e em janeiro de 2019 foram três. Os estupros diminuíram 57,1%, com três casos registrados ante sete do mesmo mês no ano passado.
Os roubos diminuíram 43,1%. Foram 25 registros em janeiro de 2020 e 44 em janeiro de 2019. Roubos de veículos caíram 6,6%; os furtos tiveram queda de 13,2% (de 113 casos para 98) e os furtos de veículo diminuíram 45,4% (de 11 para seis).
A cidade apresentou ainda crescimento no número de veículos recuperados pela polícia. Foram 12 casos em janeiro de 2019 e 18 em 2020, aumento de 50%.
Os casos de homicídio apresentaram crescimento pelo fato de não ter sido registrado nenhum caso em janeiro de 2019 e haver um caso em 2020. Os roubos de carga aumentaram de três casos no ano passado para seis no primeiro mês de 2020.
A produtividade policial teve alguns índices positivos. Os registros de ocorrências de tráfico de entorpecentes cresceram 41,6%. Significa que a atuação policial resultou em mais apreensões de drogas. Houve ainda aumento no total de adolescentes apreendidos, seja por mandado ou em flagrante.
A polícia registrou em janeiro de 2020 nove ocorrências de porte de entorpecentes, 17 de tráfico de drogas, quatro de porte ilegal de arma de fogo, seis apreensões de armas, 37 flagrantes foram lavrados, oito adolescentes foram apreendidos em flagrante, três foram apreendidos por mandado, 41 pessoas foram presas em flagrante, 15 presos por mandado, houve 53 prisões efetuadas, 18 veículos foram recuperados e houve a instauração de 118 inquéritos policiais.

QUEDA NO INTERIOR
Assim como em Atibaia, o interior do Estado de São Paulo terminou o primeiro mês do ano com redução na maioria dos indicadores criminais. Houve queda nos casos e vítimas de homicídios dolosos, em todas as modalidades de furtos e nos roubos em geral, de veículo e de carga. Os roubos a banco e extorsões mediante sequestro permaneceram estáveis sem ocorrências registradas.
Com 16 casos a menos, as mortes intencionais passaram de 153 para 137 boletins registrados, se comparado janeiro de 2019 e 2020. O número é o menor da série histórica, iniciada em 2001, ao lado de 2018. A quantidade de vítimas deste crime também caiu. Foram 17 a menos – passou de 160 para 143.
As reduções permitiram que as taxas dos últimos 12 meses (fevereiro de 2019 a janeiro de 2020) também recuassem, ficando em 6,58 casos e 6,85 vítimas de homicídios dolosos para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices também são os menores da série histórica.
Os estupros caíram 9,4% no primeiro mês do ano. Foram 600 boletins registrados em janeiro de 2020, contra 662 em igual mês do ano passado.
Pela quinta vez consecutiva o interior de São Paulo não apresentou casos de extorsões mediante sequestro. Em contrapartida, os latrocínios, tanto o número de ocorrências como de vítimas, subiram de seis para nove.
Todas as modalidades de furto diminuíram em janeiro e tiveram as menores quantidades se analisada a série histórica. Os furtos em geral reduziram 11,6%, passando de 21.844 para 19.309 – 2.535 ocorrências a menos. Nos furtos de veículo a queda foi de 2,2%, com uma diferença de 61 boletins – passaram de 2.766 para 2.705.
O mesmo aconteceu com os roubos em geral e de veículo. O primeiro indicador caiu 3%, com 156 registros a menos (de 5.215 para 5.059). O segundo recuou 10,7%, com uma diferença de 109 boletins (de 1.021 para 912). Ambos apresentaram os menores números da série histórica.
Com 120 casos registrados no primeiro mês deste ano, contra 144 em igual período de 2019, os roubos de carga tiveram 24 ocorrências a menos. O indicador de roubo a banco, por sua vez, ficou zerado pela segunda vez consecutiva.
O trabalho das polícias paulistas no interior do Estado, em janeiro, resultou em 9.262 prisões e na apreensão de 640 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 2.243 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

Deixe uma resposta