“Aves de Rapina” mostra a reação das mulheres ao machismo

Compartilhe!

O filme segue a tendência do cinema atual na busca de protagonismo para os personagens secundários. Parceira do Coringa, Arlequina vivia à sombra do bandido.

Luiz Gonzaga Neto

Vi no cine Atibaia, neste domingo, por escolha do meu neto Mikael, o filme “Aves de Rapina”, uma releitura do mundo do Batman, do Coringa e das histórias em quadrinhos. O empoderamento feminino e a reação das mulheres ao machismo são elementos desse lançamento, que captura o espectador interessado na luta social das últimas décadas. Violenta, a trama é também engraçada. E que cidade hoje está livre do crime e da marginalidade que se multiplicam em Gottam City?

A personagem em destaque é Arlequina (uma graciosa menina rebelde feita por Margot Robbie), Canário Negro (a linda cantora JurneeSmollett), Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), Cassandra Cain (um toque oriental e sentimental) e a policial competente mas nunca promovida Renée Montoya (Rosie Perez). Elas formam um grupo inusitado de heroínas, que se unem para combater os criminosos. Citação do enredo: “os diamantes são os melhores amigos de uma garota”, como dizia a atriz Marilyn Monroe.

O filme segue a tendência do cinema atual na busca de protagonismo para os personagens secundários. Parceira do Coringa, Arlequina vivia à sombra do bandido. Separada no atual roteiro, dá seu grito de independência e parte para se afirmar como “mercenária empreendedora”. Seu perfil feminino é visto, claro que sem as cores exageradas da telona, nas ruas. Estão entre nós as garotas que portam tatuagens, utilizam linguagem vulgar sem medo e estabelecem relacionamentos afetivos de igual para igual.

Na história do cinema, nem todas as heroínas usam capa. Algumas usam varinhas mágicas, ternos, uma câmera fotográfica ou até mesmo um arco e flecha. Outras voam como a Supergirl. A Princesa Leia me parecia triste. Se for escolher pra valer, vou indicar Hermione Granger, de Harry Potter, como minha heroína teen preferida, porque ela é carinhosa, engenhosa, estudiosa e determinada. Mulher Maravilha e Mulan até merecem uma referência. No geral, é vibrante a capacidade dessas heroínas na tarefa de se sobressair em ambiente pouco acolhedor, se defender bem dos adversários e ser, ao mesmo tempo, um exemplo emocionante de equilíbrio e perseverança.

Deixe uma resposta