Homens são 83,33% das vítimas fatais em acidentes de trânsito em Atibaia

Compartilhe!

Dados do sistema Infosiga SP mostram que das 30 mortes no trânsito entre janeiro e novembro de 2019, 83,33% eram homens e 50% eram o condutor do veículo.

 

O Atibaiense- Da redação

O Infosiga SP, banco de dados que reúne informações de acidentes de diversas fontes, como Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal, divulgou os dados de acidentes fatais entre janeiro e novembro de 2019. Em Atibaia, ocorreram 30 mortes no período.

Os dados mostram que a maioria das vítimas é homem (83,33%) e que dos 30 acidentes, oito foram com jovens entre 18 e 24 anos. Nas outras faixas etárias, há de dois a três acidades fatais em cada. Além de homens e jovens, a maioria das vítimas morreu em acidentes com moto. São 14 mortes, quase a metade do total.

Atropelamentos ficam em segundo lugar, com oito casos e oito mortes de pedestres. Acidentes fatais com automóveis foram cinco no período, houve um com caminhão e dois não têm dados disponíveis.

Do total de mortes, 63,33% foram em acidentes nas rodovias e 33,33% nas vias municipais. As mortes ocorrem, em 60% dos casos, na própria via. Os outros 40% morrem nos hospitais.

O horário dos acidentes também é detalhado no Infosiga SP. Foram 33,33% dos acidentes à noite (entre 18h e 24h), 26,67% à tarde (das 12h às 18h), 16,67% de manhã (entre 6h e 12h) e 13,33% de madrugada (das 0h às 6h). Há três casos sem dados do horário.

A maioria das vítimas é o condutor do veículo – 50% dos casos de morte. Outros 26,67% foram pedestres, 13,33% passageiros e há 10% dos casos sem as informações disponíveis.

Quando é verificado se há outro veículo envolvido nas mortes, em 11 óbitos havia caminhão no acidente, em oito, automóvel, em três, ônibus, em dois, moto, em três casos, não houve outro veículo envolvido e em três casos não há dados.

As mortes ocorreram em 12 casos por colisão (sete transversal, três frontais e duas traseiras), em oito casos por atropelamento (cinco com pedestre cruzando a via, um com pedestre na calçada e dois sem dados disponíveis), em quatro casos por choque (um em muro, um em veículo estacionado, um em poste e um em árvore). Há três casos sem esses dados disponíveis e três casos constando como outros, mas não especifica o motivo do acidente.

O Infosiga SP tem por objetivo auxiliar na elaboração de políticas públicas relacionadas à segurança no trânsito e é atualizado mensalmente. É possível com os dados disponibilizados traçar um diagnóstico mais preciso das características dos acidentes e, assim, planejar e estabelecer políticas públicas mais eficazes de prevenção em benefício de toda a sociedade.

Outra solução é o Infomapa SP, que traz a posição geográfica das ocorrências com vítimas fatais no estado. Nele é possível ver a localização dos acidentes com automóveis, motocicletas, pedestres, ônibus, caminhões, bicicletas e outros que causaram mortes, com indicações da faixa etária da(s) vítima(s), o período em que aconteceu o acidente (manhã, tarde, noite e madrugada) e o tipo de ocorrência.

Deixe uma resposta