AsPAS assina termo de fomento para obra de estabilização no Casarão Julia Ferraz

Compartilhe!

O Casarão Julia Ferraz, também chamado Solar do Coronel Manoel Jorge Ferraz, foi construído por volta de 1776 e foi moradia de gerações de políticos.

 

 

O secretário da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti, e a presidente da Associação dos Proprietários e Amigos do Solar do Coronel Manoel Jorge Ferraz (AsPAS), Taiana Ferraz, assinaram o termo de fomento do Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID) para execução de obra que visa a garantir a estabilização das paredes de taipas do Casarão Julia Ferraz. Uma das principais construções do centro histórico de Atibaia, o Casarão Julia Ferraz sofreu problemas em sua estrutura quando de uma reforma na Praça da Matriz e encontra-se escorado. Desde então, a AsPAS, associação responsável pela gestão do prédio, realiza a manutenção do escoramento e vem desenvolvendo ações para a realização da estabilização necessária, tendo tido seu projeto para a estabilização aprovado em 16º pelo edital do FID.

Sobre o FID

O FID realiza chamamento público por meio de edital convocatório e os interessados podem submeter projetos, que são analisados tecnicamente e submetidos à aprovação do Conselho Gestor do FID, presidido pelo secretário adjunto da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e composto pelos titulares das secretarias estaduais do Meio Ambiente, da Fazenda, da Cultura, dos Direitos da Pessoa com Deficiência, do Planejamento e Gestão, do Desenvolvimento Social, da Procuradoria Geral do Estado, do Ministério Público Estadual, e por representantes da sociedade civil.

O último Edital de Chamamento Público do FID foi lançado em novembro de 2017, recebendo a inscrição de 797 projetos. O resultado da pré-seleção foi divulgado em fevereiro de 2018, com 585 projetos pré-selecionados, dos quais 238 foram aprovados na segunda etapa e o projeto de estabilização do Casarão Julia Ferraz ficou classificada em 16º lugar.

 

 

Sobre o Casarão Julia Ferraz

O Casarão Julia Ferraz, também chamado Solar do Coronel Manoel Jorge Ferraz, foi construído por volta de 1776 e foi moradia de gerações de políticos do Partido Liberal no século 19. Foi reconhecido como como patrimônio histórico e arquitetônico do Estado de São Paulo com tombamento pelo CONDEPHAAT em 1975. O prédio se transformou, então, em ponto turístico da cidade, com exposições e venda de trabalhos de artesãos e artistas de toda a região. Atualmente, o espaço promove gratuitamente espetáculos de música, dança e teatro, exposições de artes visuais, fotografia e artesanato, palestras e visitas monitoradas. Foi certificado como Ponto de Cultura Federal e teve seu trabalho premiado pelo Ponto de Cultura Estadual.

Desde sua criação em 2012, as AsPAS desenvolve um trabalho educativo de conscientização sobre a importância do patrimônio histórico e de promoção e divulgação do trabalho de artistas de Atibaia e região. Conseguiu fundos para a realização do projeto de estabilização por meio de financiamento coletivo, obteve a aprovação do referido projeto pelo CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e Arquitetônico do Estado de São Paulo), conseguiu a aprovação do projeto no PROAC-ICMS e foi aprovada pelo edital do FID – Fundo dos Interesses Difusos para realizar a estabilização estrutural do Casarão Julia Ferraz.

AsPAS – Associação dos Proprietários e Amigos do Solar Coronel Manoel Jorge Ferraz.

Deixe uma resposta