Furtos de veículos caem 80% em Atibaia

Compartilhe!

Na comparação entre setembro e outubro de 2019, houve redução de 80,9% nos casos de furtos de veículos.

 

 

O Atibaiense – Da redação

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) divulgou na última sexta-feira (29) os dados estatísticos de todo o Estado. Atibaia teve queda de 80,9% no total de furtos praticados, levando-se em conta a comparação entre setembro e outubro. Foram registrados apenas quatro casos em outubro, menor múmero de furtos de veículos desde 2002, quando os dados começaram a ser divulgados.

Na comparação com outubro de 2018, a queda é ainda maior: foram 84,6% casos a menos. Atibaia apresentou queda também em outras estatísticas criminais. Casos de estupro de vulnerável caíram 87,5% na comparação entre setembro e outubro. Foram oito registros em setembro e um em outubro. Os roubos de veículos caíram 30,7% – 13 casos em setembro e nove em outubro.

Na comparação com 2018, os dados de janeiro a outubro mostram que houve queda em boa parte dos índices criminais. Os homicídios diminuíram 81,8%, as tentativas de homicídio caíram 14,2%, os roubos 5,4%, os roubos de veículos tiveram queda de 13,4%, os roubos de carca foram 8,7% menores e os furtos caíram 17,4%. Na comparação de janeiro a outubro de 2018 e de 2019, os furtos de veículos diminuíram 30,7%, passando de 218 casos para 151.

A produtividade policial cresceu este ano, na comparação com o mesmo período de 2018. Houve aumento de 15,9% nas ocorrências de tráfico de drogas, de 18,1% no total de armas de fogo apreendidas, 4,5% mais flagrantes lavrados, 63,6% nas apreensões de menores de idade por meio de mandado judicial. Foram 10,1% mais presos e, flagrante e 10,3% nas prisões por mandado. O total de prisões efetuadas cresceu 45,3% e a quantidade de inquéritos subiu 14,4%.

Na comparação entre setembro e outubro de 2019, houve aumento no total de prisões efetuadas, que passaram de 62 para 70, ou 12,9% a mais.

INTERIOR DO ESTADO

Os casos de vítimas de latrocínio e de extorsões mediante sequestro no interior do Estado de São Paulo diminuíram em outubro, na comparação com igual mês no ano passado, segundo dados divulgados na sexta-feira (29) pela Secretaria da Segurança Pública. Todas as modalidades de roubos e furtos também apresentaram diminuição no período.

As quantidades de ocorrências e de vítimas de latrocínios são as mesmas no décimo mês do ano. As somas passaram de 13 em outubro de 2018 para 11 no mês passado, ou seja, em números absolutos foram dois a menos. Os indicadores estão disponíveis na página de Estatísticas da Secretaria.

O indicador de roubos em geral caiu 9,5%, com 4.597 ocorrências registradas no mês passado. Em outubro de 2018, foram 5.081. O resultado do décimo mês é o segundo menor da série histórica, iniciada no ano de 2001.

No mesmo período, houve queda de 27,7% nos roubos de veículos. Com uma diferença de 350 casos, o número passou de 1.262 para 912. É a primeira vez na análise histórica que o indicador registra menos de 1 ml casos.

Os roubos de carga recuaram 6,6% ou, em números absolutos, reduziram 10 casos. Foram 142 em outubro deste ano, contra 152 no décimo mês do ano passado. O indicador de roubos a banco ficou zerado pela primeira vez na série histórica do período, depois de dois casos contabilizado em outubro de 2018.

Nos furtos em geral, a queda foi de 13,2%, passando de 21.042 para 18.274, se comparados os meses de outubro em 2018 e 2019. A queda nos furtos de veículo foi de 12,7% – o indicador decresceu de 3.040 para 2.653 (387 casos a menos). Os totais de ambos os indicadores são os segundos menores.

OUTROS INDICADORES

As extorsões mediante sequestro ficaram zeradas no décimo mês de 2019. Em igual período do ano passado, um caso havia sido contabilizado. É a sétima vez, desde o início da série histórica, que não há registros no mês de outubro.

Os estupros tiveram alta de 59 casos, com 734 registrados no mês passado. Os casos de homicídios dolosos no Interior subiram de 134 para 142, enquanto o indicador de vítimas de mortes intencionais passou de 137 para 144.

Apesar das altas, as taxas dos últimos 12 meses (de novembro de 2018 a outubro de 2019) foram as menores da série histórica. Foram 6,52 casos e 6,77 vítimas de homicídios dolosos a cada grupo de 100 mil habitantes do Interior.

O trabalho das polícias paulistas no interior do Estado resultou em 10.821 prisões – o número representa um aumento de 14,8%, já que em outubro de 2018 foram registradas 9.426. É o maior número da série histórica.

As ações policiais resultaram na apreensão de 772 armas em outubro. Também foram registrados 2.747 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

Deixe uma resposta