Atibaia Saneamento inicia implantação de redes coletoras de esgoto no Caetetuba

Compartilhe!

Investimento faz parte do cronograma de universalização dos serviços de esgotamento sanitário em Atibaia.

 

 

A Atibaia Saneamento, empresa responsável pelo esgotamento sanitário na cidade e que mantém uma parceria público-privada com a SAAE Atibaia, iniciará a implantação das redes coletoras de esgoto no Caetetuba. O bairro que ainda não é atendido com o sistema de esgotamento sanitário, será beneficiado com a construção de uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), porém, para iniciar todo o processo de tratamento, são necessárias as construções de redes para que todo o resíduo coletado seja destinado a nova ETE.
Nessa primeira fase do sistema Caetetuba serão construídas novas redes de esgoto nos bairros Jardim São Felipe, Jardim Santo Antônio, Jardim Colonial, Jardim Suely e Loteamento Vale das Flores.
De acordo com a gerente operacional, Indiara Guasti, a Atibaia Saneamento, empresa do Grupo Iguá, segue um cronograma intenso de obras e investimentos em todo o município. “Esse novo sistema vai beneficiar milhares de moradores que ainda não dispõe deste serviço primordial para a saúde, além de dar continuidade aos investimentos que estamos realizando no município para alcançar a universalização do tratamento de esgoto até 2021”, contou a gerente.
Durante o período de obras, o tráfego pela região de Caetetuba exigirá cuidados, pois haverá a locomoção de máquinas e homens trabalhando nas vias.
Para Fabiane Santiago, Superintendente da SAAE, todas as obras visam mais saúde aos atibaienses e auxiliam no desenvolvimento social e econômico da cidade. “Os benefícios para o município são inegáveis. O tratamento de esgoto, além de contribuir com a preservação dos recursos naturais da região, reduz a ocorrência de doenças, proporcionando mais saúde e qualidade de vida para a nossa população”, destacou.
As obras rumo a universalização do esgotamento sanitário estão ocorrendo de forma simultânea em Atibaia, como a ampliação da ETE Estoril, que tem o prazo de estar em plena operação já no próximo ano.

Deixe uma resposta