Investe Turismo chega a São Paulo e contempla rota turística no litoral

Compartilhe!

“São Paulo e Litoral Norte” é um dos cinco roteiros da região que serão atendidos pelo programa do Ministério do Turismo em parceria com Sebrae e Embratur.

O 21º Seminário Itinerante do Investe Turismo, realizado em São Paulo, nesta segunda-feira (30.09), anunciou a rota “São Paulo e Litoral Norte” como uma das contempladas pelo programa na região Sudeste. O roteiro definido para o Estado vai beneficiar a capital paulista e levará ações para mais cinco municípios do Litoral Norte do Estado: Ilhabela, Bertioga, Ubatuba, Caraguatatuba e São Sebastião.

Representando o Ministério do Turismo, o secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, apresentou as potencialidades do programa e destacou a importância da gestão compartilhada para o setor se desenvolver. “O Brasil tem essa potencialidade e é preciso ter uma estratégia de promoção. A gente precisa ter serviços, entrega, promoção, valorizar nossos patrimônios mundiais. Isso a que se propõe o Investe”, afirmou.

O evento reuniu atores públicos e privados envolvidos nos projetos de gestão integrada e qualificação da rota. Além disso, contou com palestras sobre as linhas de créditos ofertadas pelo MTur aos empreendedores do ramo. Durante o Seminário Itinerante, os empresários tiveram atendimento no escritório do SEBRAE sobre FUNGETUR e PRODETUR Turismo, programa de Crédito Turístico do Estado de São Paulo, Empreenda Rápido, programa do Governo de SP com o Sebrae-SP, e CADASTUR.

SOBRE O PROGRAMA – O Investe Turismo selecionou 30 rotas turísticas estratégicas no Brasil, que englobam 158 municípios das 27 unidades da Federação. O investimento inicial será de R$ 200 milhões. As rotas turísticas selecionadas receberão ações organizadas em quatro linhas de trabalho que vão desde o fortalecimento da governança, por meio de uma agenda estratégica entre setor público e privado; melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco especial nas micro e pequenas empresas; marketing e apoio à comercialização, por meio de campanhas, produção de inteligência mercadológica e participação em eventos estratégicos; até a atração de investimentos e o apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento.

Deixe uma resposta