Laboratório de Análise de Efluentes monitora a qualidade do esgoto tratado em Atibaia

Compartilhe!

ETEs de Atibaia contam com estratégico laboratório de análises. Estudos atestam eficiência dos serviços prestados.

Coletar e tratar o esgoto fazem parte dos serviços de saneamento básico e são fundamentais para a qualidade de vida e bem-estar da população. Além disso, há um ganho imensurável para o meio ambiente quando rios, córregos e lagos deixam de receber efluentes in natura ou tratados de forma inadequada. Assim, para garantir que o esgoto não chegue na natureza com substâncias poluidoras, as Estação de Tratamento de Esgoto (ETEs) contam com laboratórios de análise de efluentes que tem como função monitorar, por meio de amostras, a qualidade dos resíduos antes do seu destino final, assim como a eficiência das etapas de tratamento.
No esgoto coletado há diversas substâncias químicas vindas de produtos que consumimos no nosso dia a dia como detergente, shampoo, creme dental, óleo de cozinha entre outros, que precisam ser eliminadas para que não comprometam a qualidade da água, assim como toda a vida aquática. Resíduos mais visíveis como areia, terra, diferentes objetos e toda carga orgânica formada por fezes, urina e organismos patógenos, também devem ser removidos dos efluentes para que o tratamento seja plenamente eficaz, daí a importância de se atestar a eficácia desse processo por meio de análises laboratoriais.
A Atibaia Saneamento, empresa responsável pela coleta e tratamento de esgoto no município, dispõe de um laboratório de análise de efluentes moderno e com uma equipe altamente qualificada visando o aperfeiçoamento contínuo dos serviços prestados. Seguindo o que determina a resolução nº 430\2011 do CONAMA – Conselho Nacional de Meio Ambiente, a empresa faz a coleta periódica de amostras do esgoto tratado, assim como da água dos rios receptores. O laboratório ainda possui sistema de monitoramento de odor, o que revela seu compromisso com o bem-estar da população.
Felipe Parente, coordenador da Atibaia Saneamento lembra que o grupo Iguá Saneamento, do qual a empresa faz parte, criou em 2018 um indicador para acompanhar o nível de atendimento às exigências constantes em cada uma das licenças de operação dos sistemas de esgotamento sanitário. “Essa iniciativa demonstra o compromisso da companhia com a eficiência de remoção de poluentes do esgoto tratado, assim como a exigência de alto padrão de qualidade, afinal responsabilidade social e ambiental fazem parte do nosso Código de Conduta”, concluiu.

Deixe uma resposta