Posto dos Bombeiros de Atibaia será rebaixado para estação

Compartilhe!

Com rebaixamento, será diminuído o efetivo e todo o atendimento técnico, de licenças e laudos, passa a ser feito em Bragança Paulista.

O Atibaiense – Da redação

O Posto do Corpo de Bombeiros de Atibaia deverá mudar de classificação em breve, sendo rebaixado para estação. Com a mudança, o município perde parte do efetivo e também deixa de realizar atendimento técnico.
A informação sobre o rebaixamento foi confirmada pelo tenente Chagas, que comanda atualmente o Posto de Atibaia. Ainda não há uma data definida para a mudança, mas já existe a confirmação de que virá nos próximos meses.
Até então, existia uma classificação para postos do Corpo de Bombeiros e bases. Cidades com mais de 100 mil habitantes tinham postos e cidades com população menor, as bases, que passaram a ser chamadas de estação. Houve, no entanto, decisão de mudança de classificação pelo Governo do Estado de São Paulo. Com a nova decisão, Atibaia deixará de ter posto e terá apenas uma estação.
O tenente não soube explicar o motivo do rebaixamento. A decisão foi tomada pelo governador do Estado, João Doria e a corporação vai respeitar a determinação.
Segundo o tenente Chagas, entre as mudanças que ocorrerão estão o fim do posto de oficial, hoje ocupado por um tenente; perda de parte do efetivo e fim do atendimento técnico. “Não haverá mais em Atibaia o comandante (oficial). Outros três cargos, que atendem hoje a área técnica, também deixarão de existir”, confirma Chagas.
Após o rebaixamento, Atibaia ficará subordinada a Bragança Paulista. O atendimento técnico deverá ser solicitado em Bragança. O maior prejuízo com a mudança ficará na emissão de licenças e outros documentos e laudos técnicos. Todos deverão se deslocar para Bragança para fazer os pedidos.
Não há esclarecimento por parte do Governo do Estado se o Posto de Bragança Paulista receberá melhorias e mais efetivo para atender a nova demanda da área técnica. Caso não receba, Bragança ficará responsável por toda a regularização de documentos da região. Possivelmente haverá sobrecarga de pedidos e morosidade no atendimento e liberação.
Com relação a combate a incêndios e atendimentos de emergências, o tenente Chagas informa que não deve haver prejuízo significativo para a cidade, já que o Corpo de Bombeiros trabalha com planejamento integrado que inclui outros órgãos públicos, as concessionárias que administram as rodovias Fernão Dias e Dom Pedro I e também com a Fundação Florestal, responsável pela Serra do Itapetinga.
“Já temos planos de integração e também trabalhamos com planos A, B, C… Esse trabalho não deve ser prejudicado. Atibaia vai continuar recebendo esse apoio”, comenta Chagas.
O Corpo de Bombeiros tem como missão atuar como coordenador do sistema estadual de emergências do Estado de São Paulo, provendo proteção e resposta imediata a emergências de incêndio, salvamento e resgate.
Outra função do Corpo de Bombeiros é com relação a laudos de segurança contra incêndios. Todas as edificações e áreas de risco por ocasião da construção, da reforma ou ampliação, regularização e mudança de ocupação, necessitam de aprovação no Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo (CBPMESP), com exceção das “Residências Unifamiliares”. E é justamente esse trabalho técnico que deixará de ser oferecido em Atibaia com o rebaixamento do posto para estação.

Deixe uma resposta