Assédio sexual sob o olhar do feminismo

Compartilhe!

O tema do assédio sexual tem sido constante na mídia. Casos recentes mobilizaram a opinião pública. Como definir o tema? O assédio sexual pode incluir várias formas de comportamento, com violência física e a violência mental como coerção. A repetição de piadas ou trocadilhos de caráter sexual, convites constantes para sair ou inaceitáveis conversas de natureza sexual estão entre os casos.
Pode também ser apenas um único acidente – tocar ou apalpar alguém, de forma inapropriada, invasiva, não consentida. No ambiente de trabalho, pressupõe uma relação hierárquica; ou seja, o abusador está em posição superior à eventual vítima e utiliza essa diferença para realizar seus objetivos e escapar das penalidades.
Em sua edição de 17.06.19, a revista Época publicou artigo em que cita estudos, apontando a “cumplicidade do feminismo com a dita ordem neoliberal, elencando pressões econômicas que pioram as relações sexuais e de gênero”. Sob outro olhar, existe o consenso de que o machismo continua forte e que há hoje mais debate sobre o que é consentimento. Claro, preocupam os casos de falsas acusações de assédio ou estupro, também muito comentadas, mas em número reduzido se comparadas com episódios reais ou subnotificados.
O bom é que a sociedade está mobilizada para esmiuçar o tema e encontrar formas de reduzir o problema, em todas as suas formas. Existe assédio sexual da mulher contra o homem? Claro que sim e isso se dá sob uma nova ordem liberalizante do comportamento social, marcante há décadas. As redes sociais são canais para esse tipo de atitude, tanto por parte do homem quanto por parte da mulher. Por isso, precisamos de julgamento justo, tanto para acusadores quanto para acusados.
Precisamos também ser vigilantes quanto às condições favoráveis ao assédio sexual: trabalho precário, famílias desestruturadas, estereótipos de gênero e relacionamentos afetivos abusivos incluindo a violência dentro do casamento tradicional. No mais, o crivo do amor, o verdadeiro, é o melhor antídoto diante desses desvios.

Deixe uma resposta