Homem é vítima de estelionato com prejuízo de R$ 72 mil

Compartilhe!

Na semana passada, dois homens foram vítimas de estelionato no Centro. Um deles declarou ser dono de um veículo Honda HRV e que colocou um anúncio de venda em um site, anunciando a venda por R$ 82 mil. Um indivíduo entrou em contato por telefone e disse que tinha interesse no carro e que na verdade iria adquirir o veículo para pagar como dívida trabalhista para uma pessoa.

O homem disse ainda que iria agendar para o interessado vir até Atibaia fazer o laudo cautelar do veículo e caso o carro estivesse em ordem, iriam ao cartório passar o documento. O suposto comprador pediu sigilo da vítima com relação ao valor do carro, pois disse que estava repassando o carro para essa terceira pessoa por um valor diferente do negociado.

No dia 26, um homem veio até Atibaia para ver o carro e acertou a compra. Ele também disse que iria financiar parte do valor do veículo. No dia seguinte, ele voltou para Atibaia para assinar os documentos no cartório e fez um depósito de R$ 72 mil para a pessoa que havia inicialmente entrado em contato com o vendedor do veículo.

O homem chegou a enviar por celular uma imagem de um comprovante de TED mas o dinheiro não caiu na conta do vendedor do carro, por isso o documento não foi assinado. Com a demora para o dinheiro cair na conta do vendedor, os dois homens perceberam o golpe.

A vítima disse que viu um anúncio de uma HRV no site e ligou para o vendedor. O home disse então que tinha uma outra HRV, que seria de seu cunhado, que morava em Atibaia. O vendedor pediu R$ 72 mil pelo carro e pediu sigilo na transação.

O homem disse que após pagar o vendedor, ele e o dono do carro ficaram no cartório aguardando o dinheiro cair na conta para assinar o documento. Ficaram no cartório das 11h às 16h30 e com a demora na transferência, decidiram quebrar o sigilo e começaram a conversar. Foi quando os dois perceberam que caíram em um golpe. O dono do carro não foi lesado pois não assinou o documento de transferência do veículo. A outra vítima teve prejuízo de R$ 72 mil.

Deixe uma resposta