O JACARÉ

Compartilhe!

Olha ali um jacaré
deitado perto do rio.
Tão preguiçoso ele é
que nem me viu.

Como ele é enorme!

Se eu não tomar cuidado,

ele me come.

 

Muito perto de mim,

Esse bicho é tão folgado !
Quanto tempo assim
ele fica deitado!

Sempre calado
não dá umpio.

Refestelado,
quase caiu dentro do rio

Sob o sol quente,
olhos fechados
todo contente.
Ali fica todo esse tempo
A assustar a gente.

Com essa cara
que tem de sonso
parece manso.
mas não é nada disso.
Muito medo mete na gente
esse terrível  bicho.

Muito esperto.
Apenas finge
que está dormindo.
Mas no momento certo
ele devora
quem dele chega perto.

Está na hora de eu  ir embora
De me afastar
desse bicho tão perigoso
pois,de repente,
ele pode fazer de mim
um alimento muito gostoso.

Deixe uma resposta