O Observatório da Ética Jornalística

Compartilhe!

Aqui, neste espaço, estou sempre falando de projetos e trabalhos interessantes na área da comunicação. Hoje, coloco na nossa roda de conversa o Observatório da Ética Jornalística (objETHOS), criação do Departamento de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) da Universidade Federal de Santa Catarina.
O projeto surgiu em setembro de 2009. É uma iniciativa de pesquisa, acompanhamento e monitoramento da ética praticada por jornalistas e meios de informação. A equipe é formada por pesquisadores experientes de quatro reconhecidas universidades brasileiras (UFSC, UFF, UFPR e Ielusc), e por pesquisadores em formação, em nível de doutorado, mestrado e graduação.
O grupo desenvolve investigações para teses, dissertações e estudos específicos sobre ética jornalística, crítica de mídia, identidade profissional, tecnologias associadas ao jornalismo, novos modelos de negócio e de produção jornalística, mídia independente, e novas configurações do ecossistema informativo.
No site do objETHOS, estão reunidos estudos sobre condutas e valores no jornalismo, com ênfase nas reflexões sobre ética profissional, além de resenhas de filmes, papers e relatos de pesquisa, e-books, vídeos, entrevistas, códigos de ética e outros materiais. O objETHOS é membro da Rede Nacional de Observatórios da Imprensa (Renoi), que reúne iniciativas brasileiras acadêmicas e profissionais de acompanhamento da mídia, e da Rede Lusófona pela Qualidade da Informação (RLQI).
Mantém parcerias e convênios de cooperação com a Red Ética Segura (Fundación Nuevo Periodismo Iberoamericano, Colômbia), com o Ceis20 (Universidade de Coimbra, Portugal), com o Observatório da Imprensa, o projeto Coronelismo Eletrônico (UFRJ) e o Televisum Observatio (UFPR). Seus fundadores são Francisco José Castilhos Karam e Rogério Christofoletti. É uma dica para todos nós, comunicadores e estudantes da matéria. Até a próxima semana!

Deixe uma resposta