Cartilha sobre prevenção à violência de gênero é lançada pelo Programa Bem Estar Mulher

Compartilhe!

“Eu posso, você pode, juntas Resistimos!” é uma publicação da Coordenadoria Especial da Mulher e Mater Dei Cam.

O lançamento da Cartilha da Mulher “Eu posso, você pode, juntas Resistimos!”, no auditório do Fórum da Cidadania marcou a última quarta-feira, dia 8. O evento que teve início às 19h, contou com a participação de autoridades, profissionais de diversas áreas e integrantes do Programa Bem Estar Mulher. A Cartilha é uma publicação conjunta da Prefeitura da Estância de Atibaia, por meio da Coordenadoria Especial da Mulher em parceria com a Mater Dei Cam, que traz informações sobre relacionamentos abusivos, como detectar e qual a rede de apoio que existe para o acolhimento da mulher.
A cartilha, em forma de história em quadrinhos e com uma linguagem simples e direta, é parte importante do Programa Bem Estar Mulher, que tem por objetivo levar orientações sobre direitos, saúde (física, mental e psíquica), o papel da mulher na família e na sociedade, entre outros temas, para mulheres em vulnerabilidade social que moram em bairros mais afastados. Realizado pela Coordenadoria Especial da Mulher e executado pela OSC Mater Dei Cam, o Programa atua com 15 grupos em 14 diferentes bairros da cidade, com atividades físicas e rodas de conversa como ações preventivas à violência de gênero.
Os bairros que já possuem núcleos de ação e prevenção à violência são: bairro do Tanque, Jardim dos Pinheiros, Boa Vista, Cachoeira, Usina, Cerejeiras, Jardim São Felipe, Caetetuba, Imperial. Victória Régia, Jerônimo III, Maracanã, Portão e Jardim Alvinópolis. O bairro Belvedere será o próximo a receber um núcleo especializado. Estes núcleos trabalham de forma autônoma mas interligados e com suporte do Centro de Referência da Mulher, “Dirce Bellinger”.
Com uma equipe multidisciplinar, composta por psicólogas, assistente social e advogada, o CRM “Dirce Bellingere” presta atendimento à mulheres vítimas de violência, com o objetivo maior de fazer cessar esta situação. Também realiza um incansável trabalho para desenvolver a autoestima, a autonomia, o fortalecimento e o empoderamento, auxiliando a mulher a superar o trauma da violência sofrida. O CRM também possui acompanhamento jurídico a fim de evitar que a mulher volte a ser vítima, além do acompanhamento dos atos administrativos de natureza policial e encaminhamento para a OAB, quando necessário, para os procedimentos judiciais.
Além da Cartilha da Mulher “Eu posso, você pode, juntas Resistimos!” ser usada nas ações de prevenção à violência de gênero nos núcleos dos bairros, ela também pode ser retirada na sede da Coordenaria Especial da Mulher, na rua Albertina Miele Pires, 161 – Jardim Brasil, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Outras informações pelo telefone (11) 4402-2716.

Deixe uma resposta