Quem diria: o povo contra a democracia!

Compartilhe!

Para nós, que vivemos sob a ditadura dos anos 64-84, é muito estranho ver parte do povo contra a democracia. Isso é muito mais grave que escolher entre Bolsonaro e Lula. Como jornalista, vi de perto o cerco repressivo às manifestações na praça da Sé, em São Paulo, tive de responder a processos com base na Lei de Imprensa e lidar com o comportamento arbitrário de autoridades, incluindo promotores e juízes, ao longo de minha carreira.
Agora mesmo, recebi da Companhia das Letras e-mail sobre o livro “O povo contra a democracia”. O que diz o texto? “O mundo está em crise. Populistas autoritários tomaram o poder. Os cidadãos estão perdendo a confiança em seu sistema político. A democracia liberal foi posta em xeque. Em O povo contra a democracia, um livro contundente e necessário, Yascha Mounk faz uma análise precisa desse cenário comum a diversas nações. Ainda é possível reverter a situação e assegurar os valores democráticos? Sim, mas não há tempo a perder”.
“Qual é exatamente a natureza dessa crise? E o que a impulsiona? Em meio a tantos livros do gênero, O povo contra a democracia destaca-se pela qualidade das respostas a essas perguntas. Mounk fornece uma combinação admirável de experiência acadêmica e senso político”, elogiou a revista The Economist
O cientista político Yascha Mounk diz que a ligação histórica entre liberdade individual e instituições democráticas está se esgarçando. Jornal Estadão: “Temo que possa ser o início de uma era populista”, afirma Mounk em entrevista. “Cientista político analisa o fenômeno político em novo livro e diz que discurso de Jair Bolsonaro é preocupante”.
Folha de S.Paulo: “Democracia liberal está sendo corroída” – conflito entre vontade popular e direitos individuais ameaça sistema. BBC News Brasil: “É preocupante depender de militares para manter estabilidade do governo”, diz cientista político de Harvard. Correio Braziliense: “Cientista político fala sobre as ameaças autoritárias”. Em entrevista ao Correio, ele analisou a situação de democracias no Brasil e no mundo. Colocando as barbas de molho.

Deixe uma resposta