LEMBRANÇAS DA SEMANA SANTA

Compartilhe!

Nesta Semana Santa,
longe de minha Atibaia querida,
Gratas recordações agora evoco.
pois elas não se perderam nas páginas

da minha memória carcomidas pelo tempo

e muito se destacam, apesar  de terem  ocorrido num  distante passado .

Na sexta-feira,
Não se ouve o planger do sino.
Sons da matraca o substituem,
a chamar o povo para as cerimônias

religiosas.

Na praça, no domingo, o pau-de-sebo.
Esforçados moleques nele tentam trepar
para busca lá no alto cédulas de cruzeiros.
Aponta para o céu,
Parece nos indicar o que é essencial
em nossa existência.

Na sexta-feira, à noite, pelas duas ruas centrais da cidade  a procissão de Nosso  Morto.
Nas filas, com passos lentos, porém firmes,
estimulados pela força da fé, as pessoas

caminham.

Segurandp velas para lhes iluminar o caminho.

No sábado de Aleluia, já de madrugada,

Amarrado na torre da Igreja da Matriz,
Já se vê o Judas,
antes de ser solto para ser malhado.

Mais uma Semana Santa em minha vida.
Meu pensamento a memória continua a

percorrer,
em busca de outras lembranças que me são tão caras, que nunca se apagarãoe, agora,

tornam-se presentes para mim.

 

Deixe uma resposta