Setenta anos do jornal literário “Tentativa”

Compartilhe!

Ele veio à luz como encarte neste mesmo jornal, o centenário “O Atibaiense”. Provavelmente o encarte passou despercebido por boa parte da população, indiferente às propostas arrojadas de um grupo de intelectuais que teimavam em trazer a modernidade para as pacatas ruas do município.

Márcio Zago*

Há exatos setenta anos surgia o jornal literário “Tentativa”. Ele veio à luz como encarte nesse mesmo jornal, o centenário “O Atibaiense”. Provavelmente o encarte passou despercebido por boa parte da população, indiferente às propostas arrojadas de um grupo de intelectuais que teimavam em trazer a modernidade para as pacatas ruas do município. Atibaia, que contava na época com aproximadamente vinte e cinco mil habitantes, mal sabia que a partir daquele abril de 1949 teria seu nome associado a um evento cultural de grande importância nacional: a Semana de Arte Moderna de 22. E isso não é pouco!A Semana de 22foi um marco, estabelecendo a grande renovação linguística, conceitual e estética da cultura nacional.
Nomes consagrados do modernismo brasileiro e protagonistas da Semana de 22 circularam por aqui em diferentes épocas como Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Menotti Del Picchia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet entre outros. Alguns registrandoos encanto e belezas naturaisda cidade através de textos e poemas. Muitas vezes as visitas aconteciam a partir doconvite do empresário César Mêmolo, que mantinha a função de “relações públicas” da cidade e de seu principal empreendimento: o Hotel Estância Lynce.
Outras visitas aconteciam por ocasião dos eventos culturais que ocorriam no município. Que foram muitos. Um aglutinador cultural foi o jornal literário “Tentativa”. Criado em 1949, pelo artista André Carneiro, sua irmã Dulce Carneiro e o amigo César Mêmolo Junior, “Tentativa”em pouco tempo passou a representar em suas páginas as posições da chamada “Geração de 45”, extensão da Semana de 22, tornando-se importante representante desse movimento. Com isso “Tentativa” extrapolou os limites geográficos do município e ganhou o mundo, sendo considerado na época o melhor jornal literário do país. Sua fama atraiu para a cidade a atenção de artistas e intelectuais de peso do cenário nacional, sendo Oswald de Andrade seu maior expoente. É dele a apresentação do “Tentativa”, que conta ainda com o logotipo de Aldemir Martins e a participação de inúmeros artistasnacionais.
Os vínculos estabelecidos entre Oswald de Andrade, André Carneiro e a cidade foram tantas que Oswald de Andrade externou certa vez sua intenção de morar em Atibaia. Para marcar e celebrar os setenta anos do “Tentativa”, a 6ª Semana André Carneiro será dedicada a ele, e uma das ações prevê a publicação de um encarte que saíra neste mesmo jornal”O Atibaiense”, como ocorreu a sete décadas atrás. Nesse encarte textos de amigos, conhecedores da obra, simpatizantes, escritores, familiares, artistas e autoridades constituídas comentando sobre o “Tentativa” e sua importância para o município. O encarte será publicado no dia 04 de maio próximo, quando também terá inicio a 6a Semana André Carneiro.

Márcio Zago é fundador do Instituto Garatuja e curador da Semana André Carneiro.

Deixe uma resposta