SEU ANTENOR EM ATIBAIA

Compartilhe!

I – Chegada

Acaba de chegar à Estação Rodoviária de Atibaia um ônibus proveniente de Piracicaba.  Nesse  ônibus veio Seu Antenor. Foi uma viagem muito tranquila durante a qual até deu para ele dar uma cochilada.

Depois  de mais ou menos quatro horas, com uma parada de meia hora em São Paulo para pegar um outro ônibuscom destino a Atibaia, lá está seu Antenor  chegando a Atibaia e descendo do ônibus com dificuldade, pois suas pernas não obedecem mais  direito aos comandos de seu cérebro. Isso ocorre devido a sua idade bem avançada. Já tem setenta e dois anos. O cobrador, percebendo sua dificuldade para descer a escadinha para deixar o ônibus, lhe oferece uma de suas mãos para ajudá-lo. Ele agradece e acompanhado  pelo gentil rapaz vai até o bagageiropara pegar suas malas.

Que tal agoraf alarmos um pouco do passado do Seu Antenor?

Ele morou em Atibaia com sua família até os dezenove anos, quando concluiu o curso científico no Colégio Major Juvenal Alvim.  Depois que prestou vestibular na Faculdade de Agronomia Luiz de Queirós, em Piracicaba, e foi aprovado, teve de se mudar de para aquela cidade, onde passou a morar em uma  república junto com três colegas da Faculdade.

Depois de quatro anos, quandoconcluiu a graduação em Agronomia, casou-se aos vinte e dois anos  e foi morar com sua esposa Judite em uma bela casa ali mesmo em Piracicaba. Continuou seus estudos. Fez curso de Mestrado e Douroradonessa mesma Faculdade de Agronomia e se tornou professor especializado em alimentação de animais domésticos.

Atualmente  seu Antenor mora sozinho. Seus dois filhos casaram-se e sua esposa,  Dona Judite,  faleceu há dez anos, depois de sofrer muito vitimada por um câncer.

Uma senhora já bem idosa é há muito tempo é sua empregada vive em  sua casa para cuidar de todas as suas necessidades.

Seu Antenornunca se esqueceu de Atibaia, sua terra natal. Nunca foi para lá depois de a ter deixado por falta de tempo, pois trabalhava até mesmo durante as férias.Além disso, seus pais e seus três irmãos sempre viajavam de Atibaia para Piracicaba a fim de visitá-lo.

Foi uma pensa seus filhos Paulo e Osvaldo não poderem ir com ele a Atibaia para conhecer a   cidade natal dele.

É pensando em seus filhos que Seu Antenor observa o local onde acaba de chegar. A Estação rodoviária de Atibaia.

Viu que o  local aonde  chegam os ônibus atualmente  é bem diferemte do de antigamente, quando ele morava em Atibaia. Naquela época, nas décadas de cinquenta e sessenta, quando ele residia em Atibaia, os ônibus partiam e chegavam a um localsituado numa das ruas centrais de Atibaia, a rua José Lucas, chamada pelo povo de ria Direita. Era um bar, onde havia um guichê para compra das passagens.

É pensando em seus queridos filhos que Seu Anten

nor inicia sua caminhada rumo ao centro de Atibaia. Saiu da Praça  Pedro de Toledo, onde fica a Estação Rodoviária,  e começou a subir a Rua Major Juvenal Alvim.

É muito grande sua expectativa antes de rever como está sua cidade natal depois de mais de cinquenta anos sem vê-la.

(continua na próxima semana)

Deixe uma resposta