Coletores de lixo de Atibaia paralisam atividades e reivindicam melhorias

Compartilhe!

O Sinditerceirizados informou na manhã de ontem, dia 8, em e-mail enviado a nossa redação, que os trabalhadores da empresa CONSTRURBAN LOGISTICA AMBIENTAL LTDA, que prestam serviços de coleta e varrição nos municípios de Atibaia e Campo Limpo Paulista, entraram em greve, devido à falta de pagamento de salários, benefícios, má conservação dos caminhões de coleta, entre outros motivos.
“Não resta alternativa a esta entidade sindical que não seja a deflagração de nova GREVE, até que a empresa Contrurban e os Municípios tomem providências e reestabeleçam as condições dignas de trabalho dos coletores e varredores da cidade, tendo em vista o serviço prestado ser essencial e de saúde pública”, disse o sindicato.

Nota oficial da SAAE
“Hoje, dia 08/03/2019, funcionários da empresa contratada para coleta de lixo em nossa cidade entraram em greve com a alegação de atraso no pagamento dos salários, pagamento de férias atrasadas e atrasos no recolhimento de FGTS e INSS.
Destacamos que todos os pagamentos realizados pela SAAE à empresa Construrban Ambiental estão rigorosamente em dia, não havendo qualquer atraso ou pendência por parte desta Companhia em relação à terceirizada. A SAAE informa que tão logo tomou conhecimento da paralisação entrou em contato com a empresa cobrando providências no sentido de sanar os problemas alegados pelos funcionários sob pena de sanções administrativas e judiciais cabíveis.
Respeitamos as reivindicações da categoria, porém não podemos admitir que a população de Atibaia seja prejudicada com a falta da coleta de lixo no município. Em relação ao contrato entre a Construrban Ambiental e SAAE Atibaia, informamos que as certidões referentes aos recolhimentos de FGTS e de INSS estão válidas.
Esperamos que a empresa honre os seus compromissos com os trabalhadores ainda na data de hoje, e que a presente situação não venha a afetar a população de Atibaia”.
Na tarde de ontem, a SAAE informou que os funcionários da empresa contratada para coleta de lixo que entraram em greve com a alegação de atraso no pagamento dos salários, pagamento de férias atrasadas e atrasos no recolhimento de FGTS e INSS, já retomaram, parcialmente, os trabalhos. O objetivo é que, ainda neste sábado (09), todo o serviço prestado já esteja normalizado.
“Como contratante da empresa responsável pela coleta, a SAAE não tem como interferir diretamente na política salarial por ela praticada junto a seus funcionários. No entanto, como gestor público da coleta na cidade, a SAAE exigiu que o problema fosse resolvido o mais rápido possível, sob pena de aplicação de sanções legais cabíveis, sejam elas administrativas ou judiciais.
Esperamos que a empresa honre os seus compromissos com os trabalhadores, que o entendimento continue se sobrepondo perante a presente situação e que não venha a afetar a população com a falta de coleta de lixo no município”, finalizou a nota da SAAE.

Deixe uma resposta